quarta-feira, 18 de maio de 2011

Começo de tudo...

O primeiro jornal que trabalhei foi no Diário do Grande ABC, na região famosa pelas montadoras. Entrei no atendimento ao leitor. Ficava no telefone recebendo ligações de leitores, que reclamavam de buraco de rua, falta de luz ou faziam comentários sobre o jornal. Estava no terceiro ano de jornalismo.
Sempre quis tv, mas lembro da querida amiga Claudia Galli, da mesma turma da faculdade, falando... "Re, aproveita a chance, depois você segue pra tv..."
Ela tinha razão; segui o conselho e me apaixonei por impresso. No último ano da faculdade virei repórter do caderno de vestibular. Me formei, viajei para Inglaterra _ onde fiquei por tres meses _, voltei e fui trabalhar na Folha da Tarde. Vi a vaga para reportagem nos classificados da Folha. Mandei currículo e me chamaram para os testes. Lá já trabalhava outra querida amiga Angelica Sales, que até hoje chamo de meu anjo da guarda. Ela, um pouco mais experiente, era pauteira e teve muita, mas muita paciencia para me ensinar. E que professora!!! Me ajudou com contatos, a melhorar o português, o texto, me orientou sobre os caminhos a seguir nas matérias... Naquela época, celular era para poucos e a gente na reportagem usava orelhão. E quantas vezes liguei da rua pedindo ajuda! Ela tinha uma agenda enooorme, cheia de nomes. E jamais se recusou a me passar um telefone sequer. Coração enorme!

E aprendi também com o Toninho, na época editor de cidades. Foi com o jeito estourado e com as broncas que aprendi a ter responsabilidade na apuração e ter material suficiente tanto para uma nota coberta como para uma página inteira. E ele sempre me respeitou como profissional e sabia reconhecer e elogiar quando fazia uma grande reportagem!
Depois eu conto mais sobre minha época de impresso...

2 comentários:

Angelica disse...

Rê, obrigada pelas palavras carinhosas. Mas vc não era tão inexperiente quanto quer fazer parecer. Sempre teve brilho e sabedoria para conseguir grandes matérias. Bj enorme!
Angel

renataafonso disse...

Angel, linda! obrigada.